Nunca se esqueça: você é sua cura, paz e equilíbrio.

Você pode estar ao lado de pessoas que te dominam e controlam e até ignoram as suas necessidades. Você pode até se perguntar: “Quem seria capaz de aguentar viver assim?”. E a resposta é que muitas e muitas pessoas estão inseridas em relacionamentos assim.

Só que tem uma coisa que só cabe ao sujeito decidir: você não tem que pedir permissão para se afastar de pessoas que sugam suas energias, que retiram de você, o brilho e a paz interior. E mesmo que ame muito esse alguém, tudo tem limite, e sabe quando esse limite chega? Quando você está inserido em uma relação que extrai de você a sua identidade, onde o sujeito acaba se submetendo a fazer tudo que o outro deseja, em detrimento do seu bem- estar. Você precisa se amar primeiro para que depois possa nutrir amor por alguém.

Uma pesquisa realizada pelo Departamento de Psicologia Biológica e Clínica da Universidade de Friedrich Schiller, ressalta que a exposição a estímulos negativos promove no sujeito um grande sobrecarga emocional.

Parafraseando Dalai Lama:

“Afaste – se das pessoas que só chegam para compartilhar queixas, problemas, histórias desastrosas, medos e julgamento dos outros.

Se alguém procura uma lata para jogar o lixo que tem dentro, que não seja na sua mente”.

E lembre-se todos os dias da sua vida: você é seu abrigo, cura e equilíbrio. Vale a pena perder sua saúde emocional por alguém que não lhe considera?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s